TERAPIAS

Terapia alimentar dos Cinco Elementos


ELEMENTO MADEIRA:
Esse elemento representa a oscilação de temperatura, onde ocorrem patologias como a alergia; representa também a TPM, climatério, problemas nas articulações e ligamentos musculares.
Em relação ao estado emocional pode ocorrer alteração do humor e irritabilidade.

Terapia Alimentar:
Vegetais: vagem, tomate, ervilha, salsa, alho-porro, alface e espinafre
Frutas: maçã, abacaxi, kiwi, ameixa e tangerina
Carnes: fígado de galinha, de boi e de ganso
Refogado de ervilha com espinafre é um bom prato

ELEMENTO FOGO:
Representa a força transformadora que gera ansiedade e aquece o organismo; fortalece também a energia do coração. Portanto, esses alimentos são indicados para problemas do sistema circulatório, taquicardia, ondas de calor, bem como edemas, inchaço, aperto no tórax e até mesmo a insónia.
Em relação ao estado emocional e mental são indicados para nervosismo, irritabilidade e perda de memória.

Terapia Alimentar:
Vegetais: beterraba, couve e espargo; aveia, trigo, noz-moscada; chicória, acelga
Carnes: vermelha grelhada sem gordura
Segundo A MTC, a gordura só faz mal se a energia do coração estiver alterada. Caso contrário essa gordura fará bem, pois dependemos dela para síntese hormonal e como fonte de energia. Ou seja, se você estiver agitado e ansioso com certeza essa gordura irá congestionar suas artérias e veias, caso contrário, ela será metabolizada e fará bem ao organismo.

ELEMENTO TERRA:
Representa a força nutritiva e as perturbações que costumam aparecer ligadas ao frio e à humidade, como o resfriado. Está ligado também aos problemas intestinais como gases e flatulências, sensação de enjoo, pode aparecer acidez na boca como afta e problema do tecido conjuntivo, reumatismo e tendência à obesidade.

Terapia Alimentar:
Vegetais: erva-doce, alface americana que é adocicada, ervilha - aquela que vem dentro da casca
Frutas: tâmara, pêra, nozes
Carnes: carne bovina e carne de vitela, lombo

ELEMENTO METAL:
Esse elemento representa (agrega) energia, portanto está ligado à sensação de fadiga cansaço e problemas nas vias respiratórias como a asma, bronquite, eczemas, coceiras e erupções da pele.
Na alteração do humor: depressão

Terapia Alimentar:
Folhas picantes: agrião, rúcula, aipo, cebola, aipo, alho, rabanete e mostarda
Carnes: galinha fortalece a energia do pulmão: ex: canja de galinha

ELEMENTO ÁGUA:
Representa a energia do frio, está ligado às doenças de friagem, problemas no ouvido, como a dificuldade em escutar, dor na coluna vertebral, enfermidades das vias urinárias, infecção da bexiga e cálculos renais.
Está ligado ao estado emocional de angústia, temores e pânico.

Terapia Alimentar:
Vegetais: beringela, cenoura, cevada e soja
Peixes: linguado, cavala, enguia e lula
Frutas: ameixa e abacate

CONCLUSÃO:
Os chineses têm uma crença tradicional no valor medicinal dos alimentos e que os alimentos e os remédios têm a mesma origem. Este ponto de vista poderia ser considerado o antecessor da ciência nutricional. Notável nesta teoria é o conceito segundo o qual uma proporção correcta de carne e de verduras deveria ser mantida no preparo dos alimentos. Um terço dos pratos feitos de carne deveria ser composto de verduras, e um terço do prato de verduras deveria ser composto de carne. No preparo de sopas, a quantidade de água deveria totalizar sete décimos do volume da tigela. Resumindo, a proporção correcta de ingredientes devem ser observadas no preparo de cada prato ou sopa para assegurar o absoluto valor nutricional.

Quando alguém está doente e o tratamento não dá certo, os médicos modernos costumam mudar os remédios, os antigos mudavam rapidamente de comida. As pessoas em geral dão pouca atenção ao que comem, ingerindo "fast-food", além de viverem o stress do mundo competitivo. A vida moderna gera bloqueios energéticos (fontes de doenças) resultantes de estados emocionais negativos, como inveja, ciúme, ambição e medo.

Fique atento ao que pode afectar sua energia. A alimentação pode ser uma das formas de nos tornarmos conscientes desses factores e de como abrandar os seus efeitos. Se somos "pavio curto" devemos dar especial atenção ao nosso fígado, evitando alimentos gordurosos e bebidas alcoólicas, por exemplo. Se temos tendência à depressão devemos evitar o consumo exagerado de doces. Se o medo para nós é muito intenso devemos proteger o rim ingerindo água regularmente. Se somos muito preocupados, devemos dar um voto de confiança à vida e às pessoas. Comer menos doces, também ajuda. Alimentos picantes como pimenta, noz-moscada, gengibre, cebola e cebolinha são alimentos predominantemente yang e devem ser consumidos com moderação por pessoas muito agitadas, que já tem excesso desse tipo de energia.

"O uso moderado nutre. O excesso e a falta agridem." Sabedoria Chinesa

Fonte: http://portal.portugalmistico.com